Projeto da Cultura Hip Hop de Lins é desenvolvido pelo Centro de Referência da Assistência Social em SP

 

O Centro de Referência da Assistência Social (CRAS) “Irmã Beatriz Helena de Barros Leite”, unidade pública estatal, é a instituição responsável por ofertar as provisões sócias sistenciais (Serviços, Programas, Projetos, Benefícios) inerente a Proteção Social Básica, no âmbito do Sistema Único de Assistência Social (SUAS), junto aos indivíduos/famílias que estão em situação de vulnerabilidade e risco social. A utilização da interface Vimeo terá como objetivo a divulgação dos registros de imagens dos trabalhos realizados pela equipe (Administrativo, Assistentes Sociais, Educadora Física, Instrutores e Estagiários) bem como o de esmiuçar alguns conceitos importantes dessa nova Política Pública Brasileira.

Acesse para saber mais www.vimeo.com/cras.

O vimeo é uma rede social norte-americana, portanto para se acessar este canal do Projeto da Cultura Hip Hop é necessário entrar no site e procurar o ícone “channels”, que fica ao lado direito do site, ou para entrar direto é só colocar www.vimeo.com/channels/hiphopcras.

Dentro deste endereço eletrônico existe um canal de vinculação de imagens do Projeto da Cultura Hip Hop desenvolvido pelo Centro de Referência da Assistência Social “Irmã Beatriz Helena de Barros Leite” município de Lins, interior do estado de São Paulo. Esse canal já tem 58 vídeos com entrevistas, registro de treinamentos, eventos e atividades do grupo vinculado ao Projeto da Cultura Hip Hop. Toda semana é postado mais vídeos a esse canal já que o CRAS e os participantes do Projeto têm que aos poucos serão divulgados.

Anúncios

Brô MC`s tocam na posse da Dilma

Da Aldeia ao Planalto Central

 

Ana Ostapenko

Há um ano eles eram apenas adolescentes indígenas em busca de um sonho, cantar rap para sua cidade ouvir, através de uma oficina ministrada pela Central Única das Favelas de Dourados – MS na Aldeia Jaguapirú, surgiu o grupo Brô MC’s o primeiro grupo de rap do Brasil que mistura em suas letras português e guarani.

Em dezembro de 2009 lançaram seu primeiro cd, confeccionado de maneira artesanal, embalado por amigos e vendido durante a sua apresentação no Festival Conexão Hip Hop, uma festa dedicada à cultura feita em Dourados todos os anos, não deu pra quem quis, todos queriam aprender a cantar a nossa língua nativa que cativou a todos logo na primeira apresentação.

Com letras que falam da sua realidade na aldeia, dos sonhos que tem e de amor, misturam nossas duas línguas e fazem um arranjo inédito que contagia quem ouve, os CDs logo terminam na “baquinha” montada durante o show e os downloads na internet já passam de 10 mil, é o fenômeno da disseminação do rap indígena para o mundo.

Em 2010 foram mais de 30 apresentações dentro e fora do estado, dentre elas, Show do Projeto Ava Marandu, juntamente com Milton Nascimento, nos Arcos da Lapa em setembro no Encontro da Diversidade Cultural promovido pela Secretaria de Identidade e Diversidade Cultural, na inauguração do SESC Belenzinho em São Paulo em dezembro e agora vão para a apresentação que pode ser uma das mais importantes da sua vida Bruno, Kelvin, Charlie, Clemerson e DJ Danilo Vão tocar na posse da primeira mulher presidente do Brasil, Dilma Roussef.

Para eles será uma honra, cantar num momento histórico como esse, a consagração de um sonho, e a abertura para que o Brasil veja um pouco da cultura do Mato Grosso do Sul e de seus indígenas, uma vez que a aldeia de Dourados é a segunda maior do Brasil.

Educação como um dos eixos do fortalecimento social

A CUFA Cuiabá recebeu no Centro Esportivo e Cultural CUFA escola municipal e ofereceu oficinas de Grafite, DJ e alguns alunos puderam gravar música no Estúdio Nova Guarda

Por Ederson Déka

Ederson Déka apresentando a biblioteca do Centro Esportivo e Cultural CUFA, para professores,alunos e alguns pais

A Educação e um dos assuntos mais discutidos e teorizados na atualidade,tendo seus desdobramentos no desenvolvimento social e humano. A Central Única das Favelas de Mato Grosso (CUFA-MT) tem consciência dessa importância e está abrindo as portas de sua sede, CECC (Centro Esportivo e Cultural CUFA)no bairro São João Del Rei, para a visita de escolas municipais, estaduais privadas de Cuiabá e Várzea Grande.

Alunos assistindo o vídeo institucional da CUFA

 

“Estamos recebendo diariamente pedidos de visita a nossa sede. Tivemos a oportunidade de receber no mês de outubro a Escola Municipal Antônio Lino, da comunidade Carrapicho, Várzea Grande. E hoje recebemos a escola Eurálio de Paula, do bairro Limpo Grande, também da mesma cidade. Isso é para nós sinal de fortalecimento do nosso trabalho na área da Educação, pois já estamos desenvolvendo outros projetos em escolas, sendo eles: Caravana Pixaim e Pixaim nas escolas”destacou Karina Santiago, coordenadora de Projetos da CUFA Cuiabá.

Criançada animada com a Oficina de DJ com Japah2

Os alunos da escola participaram de oficinas de grafite, coordenada pelo graffiteiro e dançarino Diogo Rodrigues. Nela, receberam orientações básicas sobre o assunto. Um dos pontos marcantes da visita foi à gravação de duas músicas no Estúdio Nova Guarda, cantadas pelos alunos Letícia Mesquita (5) e Wanduilson Ferreira (10). Antes da gravação o responsável pelo estúdio, o especialista em sonorização Markito, explicou para todos os alunos e professores como se dá o processo de gravação.

 

Orientações básicas sobre grafite com Diogo Rodrigues

Logo em seguida, foi apresentado o resultado. Professores, alunos e alguns pais que vieram com a escola, ficaram emocionados em ouvir as vozes de Letícia, que cantou a música “Faz um milagre em mim”, de Regis Danese, e também cantou outra canção em parceria com Wanduilson, dessa vez a música escolhida foi: “Meteoro”, de Luan Santana. E para finalizar a visita participaram da oficina de discotecagem, com DJ Japah2. Todos puderam fazer squash e sentir a sensação de comandar as pick-ups por um dia.

 

Markito (camiseta amarela),um dos responsáveis pelo Estúdio Nova Guarda,explicando os procedimentos de gravação em estúdios

Segundo a diretora da escola, Eva Isabel da Costa, eles souberam do trabalho da instituição por meio de pessoas que participaram do encontro A Cor da Cultura, realizado no mês de setembro. “Ficamos sabendo do trabalho da CUFA e nos interessamos em conhecer, liguei para a Karina e marquei a visita. Gostei muito do espaço e fiquei maravilhada em ouvir as crianças cantando no estúdio e já deixo avisado que mais escolas viram conhecer o trabalho de vocês, realizado nesta região”.

 

Letícia (5), Markito (camiseta amarela) e Wanduilson (10) comemoram o sucesso da gravação

Já a professora Cláudia Pereira, cujos filhos estudam na escola, disse que foi muito prazerosa a visita. “Fizemos vários passeios, mas esse foi totalmente diferente, pois além de conhecermos o espaço tivemos a oportunidade de conhecer o trabalho da CUFA no Brasil e no mundo, por meio do vídeo institucional. Outra coisa interessante são as oficinas de trança e boneca negra que são oferecidas no CECC. Vamos elaborar um projeto e pedir para Secretaria de Educação do Município essas oficinas e também as outras que as crianças participaram hoje”.

CUFA Goiás realiza 1º Prêmio Pé Rachado

Criado para ser uma ferramenta de valorização dos talentos goianos, o Prêmio Pé Rachado está inserido na lógica do Festival e tem a missão de abrir espaço para todas as atividades que envolvem a cultura Hip Hop e a música que embala o movimento e seus porta-vozes em Goiás. São dez categorias em que os melhores do ano de 2010 serão premiados: produtor musical, graffit, música, CD ou Mix Tape, B.boy, B.girl, DJ de grupo, site ou blog de hip hop, site, blog ou myspace de artista e atleta de basquete de Rua. Com apresentação de Dabliw MC, as premiações serão entregues pelas estrelas da noite, Nega Gizza e Criolo Doido.
Na abertura do Prêmio, quatro palhaços – Lorde Jack, Kadu, Bulacha e Palhaço In – tiram um sarro das famosas tretas do universo do Hip Hop e inserem elementos do circo e do teatro no contexto das rimas, em um espetáculo cheio de interatividade com o público: o Favelhaço. “É um trabalho novo, que retrata situações do hip hop de maneira mais suave, cheio de brincadeiras”, explica Bulacha. A peça é resultado da união de cinco grupos: Trip Trapo, Improvisórios, É Só Querê Fazê, Minúsculo Circo Caracol e Os Kaco.
Os vencedores serão escolhidos através de dupla votação: juri técnico e júri popular. O júri técnico é formado por figuras de expressão do segmento cultural e que acompanham os trabalhos dos artistas das diversas categorias do Prêmio. Já o júri popular é composto pelo público em geral e para participar da votação basta enviar um e-mail para premioperachado@gmail.com contendo nome completo, CPF, data de nascimento e telefone para contato. Cada pessoa pode votar apenas uma única vez e o processo de votação será encerrado no sábado à meia noite.
Os indicados ao Prêmio Pé Rachado 2010 são: 

Categoria Melhor Produtor Musical:


– Dox Soul.
– Mortão
– Erick Flow Man
– Victor Beats
– Edson Cruzorff
Categoria Melhor Graffit:

– Sets
– Fernando Amorim
– Binei
– Selon
– Wes  

Categoria Melhor Música:

– 180 segundos – Gasper
– Coração da Minha Cidade – Eko
– Pega o Vácuo – Bonde do China
– Vários Bagulho – Erick Flow Man
– Berimbau – U Plano
Categoria Melhor CD ou Mix Tape do ano:

– Mano Gilmar – Do que seu coração está cheio?
– T.e.s.t.a – Brasileiro
– Gasper – Respirando e Aprendendo
– Ragga Rural – Original Dancehall Style
– Bonde do China – Bangoiano

Categoria Melhor B.boy:

– Jerry
– Tampico
– Capinha
– Higuim
– Fernando 

Categoria Melhor B.girl:

– Rhayanne
– Sheilinha
– Flavia

Categoria Melhor DJ de grupo:

– DJ Arthur
– DJ Bodó
– DJ Bugallo
– DJ Sancro
– DJ Jean

Categoria Melhor Site ou Blog de Hip Hop:
– Rap Original – raporiginal.blogspot.com
– Rap Gyn – rapgyn.com.br
– Equipe A Diretoria – equipeadiretoria.com 

Categoria Melhor Blog/Site ou MySpace de artista:


– Gasper
– D’guedz
– Mano Gilmar
– Mortao
– Gigante 

Categoria Melhor Atleta de Basquete de Rua:


– Diego Guedez
– Dogão
– Wlad
– Otávio
– Zeuner

O verso e a batida perfeita: Kamau no Consciência Hip Hop 2010

A pedidos do público, o rapper de São Paulo se apresenta pela primeira vez em Cuiabá

Por Fernanda Quevedo

Assita ao vídeo indicado ao VMB 2010 na categoria Rap

Com público cativo em Mato Grosso, o rapper Kamau (SP) é uma exigência antiga no estado. Amante do skate, adepto de rimas pensantes e improvisadas, Kamau se apresentará na sexta edição do Festival Consciência Hip Hop, promovido pela CUFA – MT (Central Única das Favelas de Mato Grosso). O festival marca um ano da inauguração do Centro Esportivo Cultural CUFA, local onde o evento será realizado, entre os dias 19 e 20 de novembro. Contudo, as ações terão início no dia 18, com apresentação de rappers locais, na arena “Labamba”, localizado no bairro São João Del Rey.

Nada melhor do que comemorar um ano de trabalho junto à comunidade do Bairro São João Del Rey, presenteando-a com shows e também com o maior campeonato de break do país, o Bradan – Brasil Break Dance. Nele B.boys e B.girls competirão no dia 19, no Centro Esportivo Cultural CUFA.

SERVIÇO

O QUE: Festival Consciência Hip Hop

ONDE: Labamba, Rua da Feira, Osmar Cabral (18) e Centro Esportivo Cultural CUFA, Av. DR. Meirelles, Bairro São João Del Rey (19 e 20).

QUANDO: 18 a 20 de novembro

Entrada gratuita. Mais informações: (65) 3665 – 1064 / 9984 1042

Semana Baiana de Hip Hop promete agitar Salvador

A Central Única das Favelas (CUFA-BA) da Bahia, o selo Positivoz e o Pelourinho Cultural promovem a Semana Baiana de Hip Hop, celebrando o dia mundial do hip hop no próximo dia 12  em Salvador na Praça Tereza Batista no Pelourinho  e compactuando com toda manifestaçao de reflexão ao dia 20 de novembro (Consciência Negra).

A Semana Baiana de Hip Hop visa realizar uma semana inteira de intervenções criativas e inovadoras solenizando a cultua de rua na cidade de Salvador. Essas intervenções serão realizadas nos formatos de workshops, oficinas, bate-papos com temas relacionados a profissionalização de agentes culturais, sejam eles artistas, estudantes de arte, professores, produtores, fotógrafos, jornalistas e etc. Na parte artística acontecerão exposição de grafite, rodas de dança de rua, apresentações musicais e poesia.

A programação da Semana Cultura Hip Hop fará uma homenagem com a entrega de troféus àspersonalidades e órgãos que fomentam, apóiam e divulgam ações ligadas à cultura hip hop na cidade, promovendo assim um reconhecimento e a valorização dos trabalhos realizados.

Contaremos com expositores que possuem produtos que estão presentes no ramo da moda, dos calçados, do mercado fonográfico, dos livros, penteados e estética afro entre outros, e facilmente contemplará os adeptos da cultura hip hop, e se transformará em uma atividade interessante para os simpatizantes também.

Com essa iniciativa, a Semana Cultura Hip Hop estimulará a expansão do pensamento empreendedor, cultivando a idéia da produção independente, e valorizando o produtor que desenvolve o seu próprio trabalho.

Confira a programação que começará do dia 08 a 12 de novembro com um total de 24 atrações, sendo assim o maior evento da cultura hip hop feito na Bahia.

 

6ª Edição Festival Consciência Hip Hop


Matérias